sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

Batalha Legal, parte 2

Infelizmente dessa vez não tem Redemption Island...

  Redemption Island foi a temporada na qual eu comecei a acompanhar com posts Survivor neste blog. No primeiro episódio, tivemos a eliminação de Francesca, que protagonizou uma briga com Philip naquela época. Em Survivor Caramoan, dois anos depois, a história se repetiu: Philip acertou o nome dela, mas Francesca acabou sendo eliminada novamente. Pela primeira vez uma jogadora foi a primeira eliminada duas vezes do show.
  Mas antes de falar da eliminação de Franny, comecemos pelo começo. Gostei da apresentação dos Veteranos (não os chamarei de Favoritos mais, não acho que eles mereçam) e ainda mais da boa sacada de repetirem Heroes vs Villains e botar a galera por um desafio logo de cara. Só acho que isso acabou atrapalhando o desenvolvimento dos personagens, principalmente dos Novatos (que não são Fãs). Mas foi um desafio físico e ver essa galera saindo na porrada logo de cara foi ótimo. Shamar deu uma de Randy em HvsV falando para Sherri quebrar o pulso de Brenda, no melhor momento do Desafio. A vitória dos Favoritos por 4 a 1 me deu a impressão de que os Novatos seriam ruins no resto dos Desafios.
  Sobre os Novatos, aliás, gostei mais do que eu esperava (considerando que eu não esperava nada deles), embora, como era de se esperar, eles acabaram sendo engolidos pelos Favoritos na edição. Shamar parece ser um personagem com potencial para aprontar. Se os Novatos tivessem perdido a Imunidade acredito que ele seria um forte candidato a eliminação. A aliança "High School" é um pouco diferente do que eu esperava para os quatro individualmente quando fiz o post de Futurologia (clique aqui para relembrar). Não sei o que esperar deles e não me empolgaram nem um pouco, embora eu tenha gostado de Reynold como personagem (não o suficiente para que eu torça por ele). Não achei ele idiota como no vídeo pré-temporada da CBS. Mas se enroscar com Allie e formar uma aliança dos belos e formosos para se isolar dos outros seis, que estão em maioria... Definitivamente não foi uma jogada esperta e eles automaticamente se colocaram em risco. O futuro dos "High School" aparentemente está nas mãos de Michael e Matt, que formam uma dupla interessante. O primeiro pelo fato de ser o principal destaque nessa tribo de Novatos. Ao contrário de Cochran, ele não me parece ser um nerd descoordenado (ele foi bem na Recompensa contra Philip, deu trabalho). Ele tem quarenta anos e mais experiência de vida que o camarão dos Veteranos, algo que lhe favorece. Já o segundo, só me pareceu interessante pela barba a là Hobbit e pela briga com Shamar, o homem que só quer fazer fogo. Tirando Shamar, Michael e Reynold, os Novatos não me impressionaram.
  Nos Veteranos, vimos a temática Philip vs. Francesca ser explorada pela edição. Tanto que inicialmente aparentemente os retornantes de RI e SP teriam se unido em uma aliança majoritária contra os outros quatro   representantes solitários. Falando em Philip, eu sei que muita gente o odeia. Mas eu mais uma vez ri demais com cada momento do Specialist no episódio. Seleciono alguns dos que eu achei mais engraçados:

- O apelido que ele deu para Corinne: Dominatrix! HAHA! Perfeito! (Adorei o chicote imaginário que Corinne fez reagindo a Philip, o melhor momento dela no episódio);
- Para quem viu o episódio na internet, reparem no minuto 28:32, quando em seguida ao confessionário que ele fala que será a pessoa por trás de tudo, o Especialista, ele aparece atrás de Andrea, que está falando com Dawn e Corinne, com uma cara de "Sou Fodão, hehe!";
- Ele falando que gostava da ideia que Francesca precisava ir embora de novo. É engraçado como ele marca... bem... as... palavras.
- Logo após ele dá uma de Coach e cita uma figura histórica (Maquiavel): "Se você vai atrás de mim uma vez eu irei queimar a sua cidade, eu irei matar as seus tios e tias e todas as suas crianças para que nenhum da sua "laia" volte a existir";
- E finalmente ele acertou o nome! Francesca!

  Voltando aos Veteranos (chega de encher o saco de vocês com Philip), achei interessante os retornantes das duas temporadas em maioria se aliarem de início. Tirando Corinne, acredito que eles eliminariam jogadores perigosos (Brenda, Eric e principalmente Malcolm). Mas Philip e Andrea acabaram por mudar os rumos dessa aliança, formando um novo quinteto para dominar a tribo, com Andrea/Philip/Corinne Dominatrix/Dawn/Cochran/Malcolm. Porém quando ele foi falar com Eric... Confesso que fiquei um bocado surpreso que Eric quisesse bater de frente com Philip. Mas nos vídeos pré-jogo, ele demonstra que não quer ser mais o idiota que deu o Colar de Imunidade de graça pra Natalie. Agora ele me parece ser o tipo de cara que quer ser o macho-alfa, o comandante. Isso pode botá-lo em risco, pois alpha males (ou caras que querem ser) se dão mal em Survivor. Achei interessante a aliança dele com Brandon, mas falo disso com detalhes daqui a pouco.
  Os Veteranos acabaram perdendo na Imunidade e daí começou o duelo estratégico que eu queria ver quando fiz o post de Futurologia. Daí o resto foi o que se viu no episódio: tivemos a aliança de seis pessoas encabeçada por Andrea e Philip derrotando a aliança de quatro pessoas liderada por Francesqua. A pergunta do episódio que ficou na minha cabeça foi a seguinte: quem errou, Franny ou Andrea? Depois de refletir um bocado, cheguei a seguinte conclusão: as duas erraram.
  Sim, eu acho que Francesca errou. Claro que fiquei com pena dela, não gostei nem um pouco dela ter sido a primeira eliminada de novo. Mas tirando todas as questões emocionais e extra-temporada (coisas do tipo: Francesca deveria estar nesse elenco? Etc.), ela acabou cometendo o mesmo erro de RI: querer complicar o jogo de forma desnecessária. Ela já estava no primeiro dia com uma boa aliança e com a maioria. Aí de repente ela fica com medo de Philip de novo (é visível que ao contrário do que ela disse no início do episódio ela não havia superado o problema com ele) e sugere que ele seja o próximo eliminado. Você não cria uma ameaça aonde ela não existe, ainda mais em Survivor e ainda mais com o modo extremamente estratégico que o jogo é jogado hoje. Daí ela acabou gerando preocupação com os outros, principalmente com Andrea. Daí vem o erro de Andrea: porque não prometer um F3 pra Francesca logo de cara? A loira teria uma boa aliada até a parte final do jogo. Faltou tato e maturidade para Andrea resolver isso. Eu acho que a melhor escolha para ela era manter Philip e Francesca na aliança, pois os dois visivelmente não se entendem e geram drama que não vai pra cima dela. Agora, com a eliminação de Francesca e com Brandon surtando, o drama vai pra cima dela. Uma escolha acertada seria eliminar alguém como Brenda ou Corinne, que podem ser mais perigosas a longo prazo. Mas como falei neste post aqui, Andrea, como boa parte desse elenco de Veteranos não é grande coisa em termos de estratégia de Survivor (com a exceção de Malcolm). Me parece que eles querem aproveitar essa oportunidade para aparecer, de serem a grande "estrela" numa temporada de estrelas. Em parte a sacada de eliminar Francesca primeiro me pareceu isso. "Vamos fazer história! Vamos fazer uma coisa impactante, legal!". Não me pareceu uma coisa racionalmente pensada, embora Franny tenha colaborada para a mesma decisão.
    Em relação aos outros retornantes, gostei da aliança inusitada entre Eric e Brandon. Gostei bastante do sobrinho de Russell Hantz nesse episódio. Ele demonstrou ter mais pensamento estratégico que em toda temporada de South Pacific. Uma pena que pra ele os outros não tenham tido essa sacada. Acho que Andrea é uma grande ameaça, embora não seja uma grande jogadora. Ela é bonita, carismática e pode ir bem no jogo. Foi uma opção bem racional a dele. Mas voltando a falar da aliança em si, o quão irônico é ver esses dois juntos em uma aliança? Acho que a aliança devia se chamar "Doadores de Colares de Imunidade". Malcolm mais uma vez provou em um confessionário o quão melhor jogador ele é em relação aos outros favoritos. Ele disse que como o novo cara no pedaço ele precisava impressionar os outros da tribo e ele acabou sendo o responsável por marcar o ponto que garantiu a vitória dos Veteranos na Recompensa, se provando valioso para a tribo e estrategicamente se garantindo na tribo. E alguém viu Malcolm no meio do drama do episódio? Não! Sim, ele pode não ser o cara mais dramático ou maluco, mas é muito bom ver um cara que sabe jogar bem o jogo. Poderíamos estender isso para Brenda e Corinne, mas acho que isso não é válido para a primeira. Brenda provou por A+B o quão superestimada ela é como jogadora. Ela de todos foi se aliar com Brandon e Eric? Essa é a grande jogadora, a mastermind? Quanto a Corinne, gostei dela, mas acho que esse comportamento low profile dela não irá durar muito. Seria interessante ver uma nova Corinne, mas definitivamente não acho que ela seja capaz disso. Ainda estou a espera dela surtar com alguém, xingar, falar que Fulano é idiota e voltar a ser a Corinne pós-eliminação de Marcus em Gabon. Quanto a Cochran e Dawn, achei que eles fizeram uma jogada boa para eles. Com Andrea e Philip atraindo o drama para eles, eles acabarão ficando na posição de swing votes. Fico pensando se Cochran levará Dawn para a Final. Por ora sim, pois os dois já tem o laço de SP. Mas em uma eventual twist, se Cochran conseguir puxar alguns Novatos para o seu lado... Mas no ponto de vista dos dois, acho que eles se deram bem com a jogada. E acho que os dois são uma boa dupla de jogadores. Porém resta ver se Cochran continua sendo o menino deslumbrado que faz piadas sem graça sobre queimaduras de sol ou se ele é um VERDADEIRO jogador de Survivor. Por ora, estou mais inclinado a ainda acreditar na primeira opção.
   A produção conta com a ruindade desses jogadores, pois aí eles irão cometer mais erros e fazer mais loucuras. Eu vou falar um pouco mais de Jeff Probst, retornantes e etc. quando fizer o meu prometido post sobre edição. Mas acho que ao longo do episódio ficou bem claro que os retornantes serão uma constante daqui pra frente, independente do que a audiência ache. A empolgação de Probst durante os Desafios e Conselho Tribal foi uma coisa evidente de como ele aposta nesse elenco e nas maluquices que eles podem gerar. Gostei da premiere, achei o episódio ótimo e acho que a temporada tem potencial para ser boa (não como a versão Fans vs. Favorites). Mas é inegável como Probst, Burnett e cia. estão impondo coisas como retornantes que não deveriam voltar e de temporadas tão ruins. E isso compromete ainda mais a integridade do jogo, já tão comprometida desde a temporada 21. Mas, enfim, esse é um assunto pra outro post. Tomara que ao menos a temporada continue com o bom nível apresentado nessa premiére. Deixo vocês com a frase de Cochran em resposta a pergunta de Probst sobre como é jogar com retornantes que pra mim é a resposta definitiva para as pessoas que são contra retornantes voltando sempre ao show (sim, eu sei que Cochran falou das temporadas com retornantes em grandes grupos, mas a resposta é válida para qualquer temporada com eles):

(...) Especialmente num grupo de retornantes cheios de planos e estratégias. Esse é o grande barato de uma temporada com retornantes. Nós não passamos nos primeiros três dias: "O que diabos é um coco? O que diabos está acontecendo?". Nós já estamos jogando o jogo e isso não é ruim, é emocionante.  


Comentários aleatórios:

- Todo mundo deve ter reparado que na Imunidade, quando Philip e Cochran vão para a prova Probst fala Heroes ao invés de Favoritos. Eu vi algumas pessoas falando isso no orkut e no facebook, mas ainda assim vale a pena destacar que talvez esse fosse o motivo da animação de dele. Ele acha que está hosteando Heroes vs Villains ao invés de Novatos vs. Veteranos.
- O Desafio de Imunidade foi semelhante a um visto em Vanuatu, no Final 4. Bom desafio, bem equilibrado. Quando Malcolm perdeu achei que ele poderia ser eliminado, mas parece que os Veteranos não aprenderam nada com as temporadas anteriores.
- Cochran parece que está com uma alergia ao invés de queimaduras de sol. Ele parece um camarão com catupiry.
- Novatos mais uma vez escanteados. 50% deles não tiveram um confessionário no episódio.
- Que eu me lembre, Shamar e Michael foram as primeiras pessoas a fazerem fogo com bambu em Survivor. Pelo menos os Novatos podem tirar onda com isso.
- Desculpem pelos spoilers ao longo do texto, mas compreendam que é uma temporada com diversos retornantes e fica complicado trabalhar sem eles. Mas são poucos e com relevância ínfima.
- Post que deu origem a sequência: Batalha Legal, clique aqui para ler.

POWER RANKINGS:

19 - Brandon Hantz
Se fosse pelo primeiro episódio apenas, ele estaria ranqueado mais acima. Mas ele resolveu surtar e dar uma de Russell. Bye Bye, Hantz diva.
18 - Shamar Thomas
Definitivamente o social dele não é bom. Se os Novatos tivessem perdido, ele seria o primeiro eliminado por causa daquela briga idiota sobre o abrigo. Mas ele se recuperou com o fogo e pode se salvar por isso.
17 - Allie Pohevitz
Uma das grandes decepções dessa première. Se agarrou com Reynold e é mulher numa aliança minoritária. Não vejo muito futuro pra ela.
16 - Hope Driskill
Mesmo problema que Allie.
15 - Eric Reichenbach 
Qual é a desses jogadores que recusam alianças no primeiro dia? E ainda mais um cara que se diz Fã? Me parece que Eric quer ser o alpha male para provar que não é burro. Me parece que vai ser burro mais uma vez, só que alpha male.
14 - Brenda Lowe
A não ser que ache um Ídolo, está numa posição péssima. O Mito de Brenda se faz forte como nunca.
13 - Eddie Fox
Escolheu uma gostosa melhor que Reynold.
12 - Reynold Toepfer
Não sei porque motivo gostei mais dele do que no preview. Mas está numa posição precária com essa aliança High School.
11, 10 e 9 - Laura, Sherri e Julia
Mantenho a ordem que fiz no preview. Podem conseguir o apoio de Matt e Michael e ficarem com a maioria. Mas pouco falaram e aparecem, é complicado fazer uma avaliação.
8 - Matt Bischoff
Gostei dele se aliando com Mike.
7 - Corinne Kaplan
Da aliança de seis majoritária dos Favoritos, ela ainda é a que está no fundo. Se continuar jogando desse jeito, pode se dar bem. Mas eu ainda espero ver ela surtando e ferrando com tudo. Mas com base nesse episódio, ela merece esse sétimo lugar.
6 - Philip Sheppard
O melhor comediante da temporada (MUITO melhor que Cochran). Teve uma boa sacada ao recrutar as pessoas certas para a aliança. Mas é maluco demais pra ganhar esse jogo.
5 - Dawn Meehan 
Foi uma boa companheira para Cochran, mas ainda não me impressiona como jogadora (apesar da quinta colocação). Ainda acho que ela é muito legal pra esse jogo.
4 - Michael Snow
Essa colocação mostra o quanto eu gostei dele. De longe o melhor Novato, demonstrou inteligência ao aceitar a aliança com as mulheres, mas ao mesmo tempo perceber que é importante deixar opções de aliança em aberto. E fez uma aliança que parece ser sólida com Matt.
3 - Andrea Boehkle
Cai posições em relação ao ranking anterior porque se desgastou com a eliminação de Francesca de forma desnecessária. Mas se fizer bem a contenção de danos, pode subir para a liderança de novo.
2 - Malcolm Freeberg 
É o melhor dos Veteranos, mas não vai ganhar esse jogo. Ele é bom demais pro seu próprio bem, mas acho que todos ainda vão demorar para notar isso.
1 - John Cochran
As piadas continuam horrorosas, mas o jogo melhorou. Notei que as pessoas vinham falar com ele sempre em termos de decisão de votos e ele demonstrou muito mais segurança e confiança em si mesmo e em seu próprio jogo do que em SP. E não me parece que ninguém irá votar nele tão cedo. 

2 comentários:

  1. "Novatos mais uma vez escanteados. 50% deles não tiveram um confessionário no episódio."
    NÃO, isso não é verdade! NOVE deles tiveram confessionals SIM! A única que não teve um confessionário foi Hope, os outros todos tiveram pelo menos um. Reynold e Shamar tiveram 4, Matt teve 5, Sherri, Allie e Julia tiveram 1, Laura teve 2, Eddie e Michael tiveram 3... Só Hope que teve nenhum. Na verdade esse foi um dos melhores episódios de todos os tempos no quesito "divisão" de confessionals. 18 dos 20 tiveram pelo menos um (só Hope e Corinne que ficaram com 0).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pelo aviso, Anônimo. Vou colocar essa sua observação nos comentários aleatórios da próxima coluna. Mas acho que o problema dos Novatos vai além de confessionários, mas sim do pouco tempo de desenvolvimento que eles tiveram no primeiro episódio e com a edição desleixada e apressada do segundo episódio. Só citei os confessionários como validação para o meu argumento, mas poderia ter me referido a isso no texto. Obrigado pela observação e volte sempre!

      Excluir