quinta-feira, 17 de maio de 2012

Ranking das Temporadas 2012/1

Quem será o rei das temporadas de Survivor? (Segundo a minha opinião, claro)

  Sempre gostei da ideia de listas. Ao contrário de muitas pessoas que ficam com medo de fazê-las devido as polêmicas geradas. Eu acho que as listas são coisas sempre pessoais e que geram polêmica devido a este aspecto. Ao contrário do impedimento no futebol, as listas geram uma polêmica divertida e gostosa, se não forem levadas a ferro e fogo. Vi muitas listas na comunidade (no tópico lá do orkut), algumas concordei, outras eu discordei. Todo mundo reclama quando ponho Fiji em colocações altas do que China, uma das temporadas favoritas de todos os fãs do show. Eu não vou mudar minha opinião, mas eu gosto de ouvir os argumentos a favor e contra a minha opinião, me divirto com elas. Meu objetivo com as listas é esse, me divertir e discutir com a galera, como num bar, onde defendemos nossos times, musas, etc. Já fiz as listas com as classificações (Ouro, Prata, Bronze e Lata), agora finalmente farei uma com comentários. Incluindo a atual One World, em ordem decrescente, vamos lá. ATENÇÃO: SPOILERS DE TODAS AS TEMPORADAS!!! SE VOCÊ NÃO QUER SABER DE SPOILERS DE TEMPORADAS QUE NÃO VIU, NÃO LEIA AS PRÓXIMAS LINHAS!!!!




Classificação:

EPOPEIA - São os grandes poemas épicos, como a Ilíada e a Odisseia. Assim como as temporadas situadas nessa classificação, são shows grandiosos e inesquecíveis. As melhores temporadas estão situadas aqui.
ÉPICOS - Estão em uma classificação abaixo das epopéias, sendo poemas menores e apenas um pouco menos épicos. As temporadas ótimas, quase perfeitas estão aqui.
SONETOS - São poemas menores que as epopeias e os épicos. Alguns são um pouco mais bonitos do que outros, mas tem lá sua relevância, porém menos empolgantes do que as duas primeiras classificações. 
SONÍFEROS - As piores temporadas, aquelas que resolvem os meus problemas de insônia, onde os seus fãs fervorosos irão se revoltar e querer me matar estão aqui.

SONÍFEROS

24 - Redemption Island - Uma das injustiças que eu conserto nesta lista. A temporada mais chata, mais prevísivel e com um dos piores elencos da história. Boston Rob venceu a temporada construída sob medida para ele. Com a exceção de Philip, Kristina e Franquescua, a temporada foi um marasmo total. Quando dois destaques da temporada são as duas primeiras eliminações, algo vai muito mal. A eliminação precoce de Russell acabou estragando ainda mais a temporada com a pior twist da história: a Ilha da Redenção.


23 - Nicarágua - A diferença entre Nicarágua e RI, assim como Pearl Islands e H vs V é bastante pequena. Nicarágua tem o pior elenco da história do show. Porém, acho que é uma temporada melhor que RI pois ainda teve alguma (quase nada) emoção a mais que RI. Tirando Naonka (pelos barracos), Holly e Sash... Uma temporada com muitos erros... Brenda, Purple Kelly, Jane, Dan, Medalhão do Poder, Shannon... Foi a primeira temporada que eu acompanhei junto com os EUA e foi uma decepção enorme. Apesar de ser uma boa figura, a vitória de Fabio é um símbolo de como a temporada é ruim, pois pra mim ele praticamente não jogou (milhões de pessoas querendo me bater agora). Tudo bem, pelo menos Yve é uma coroa gostosa. E não, não estou de saco cheio do show.



22 - The Australian Outback - Confesso que fui assistir essa temporada animado. Ver Jerri e Colby em sua primeira vez no show e entender seu legado era uma das coisas que me instigavam a dar uma olhada. The Australian Outback consolidou a franquia Survivor como conhecemos hoje, pois se fosse um fracasso depois de Borneo, a CBS cancelaria o show sem pestanejar. Reconhecendo a importância, a temporada é um pé no saco. A parte pré-Fusão anima mais pela Kucha, por Michael psicopata e caçando porcos, Alicia e Kimmy brigando toda hora e Jeff Varner zoando todo mundo pelas costas. Sim, Jerri foi interessante, sim Colby foi um atleta olímpico, sim Tina foi uma excelente vencedora (um dos melhores jogos sociais da história, tanto que tirou o título do herói olímpico) e sim Elizabeth é uma gracinha. Mas o processo todo foi muito chato, previsível e parado. Minha vontade era de pular os capítulos até a Final. Foi uma decepção grande, mas Australian não deu certo comigo.




21 - All Stars - A primeira temporada com retornantes foi estragada por duas coisas: se focar muito na história de amor de Rob e Amber e algumas eliminações e abandonos precoces que estragaram a temporada. Eu adoro Boston Rob e acho que merecia melhor sorte, mas eu pergunto a quem gosta dessa temporada: se Richard Hatch e Rob Cesternino não tivessem sido eliminados tão cedo e se a fatalidade com  a mãe(?) de Jenna Morasca não tivesse acontecido, o show não teria sido melhor? Ah, o chororô de Lex, Big Tom e Kathy também não me caiu bem. Faltou explorar alguns dramas e subplots nessa temporada. E sim, não sou fã de Amber como vencedora. E Jenna Lewis em uma temporada All Stars? PQP, Survivor!


SONETOS

20 - South Pacific - Eu confesso que já gostei mais dessa temporada. Mas ela ainda teve muitos erros, como Coach e Ozzy e a RI. Teve Stacy (BLAAAAAAAM!) diva, Brandon e suas maluquices, Albert malandríllson, Papa Bear e sua corridinha bizarra e até Cochran (mala) ficando como uma escalação certa para um All Stars. Sophie é uma boa vencedora. Mas é uma temporada bastante sem sal.


BOOOOOOOOOOOOOOOM!

19 - Palau - Eu gosto muito de algumas coisas em Palau: o primeiro episódio com todo mundo sem tribos na mesma praia e a imprevisibilidade gerada por isso (ainda teve a eliminação de dois jogadores no primeiro episódio na escolha dos participantes das tribos), a dinâmica e os personagens da Ulong (Angie e James principalmente), a dupla Steph/Bobby Jon, Ian na Koror, o épico desafio final de Imunidade. Apesar de ser uma temporada bem previsível (Tom vence quase sem oposição), Palau tem um dos cenários mais bonitos e uma das aberturas mais maneiras da história do show.



18 - Thailand - Uma menção para Brian Heidik, senão o melhor, um dos grandes vencedores da história do show. Frio, calculista, bom no jogo social, ótimo em convencer as pessoas a fazer o que ele queria, conseguiu reverter a desvantagem de estar numa tribo com pessoas mais velhas (e aparentemente mais inaptas para vencer desafios) para ganhar o jogo. Tivemos algumas brigas boas, figuraças (Jen, Helen, Ted bêbado, Clay, Shii Ann), Robb Zbanik (com dois bês, galera!) em uma das cenas mais hilárias da história do show (clique aqui para ver o choque dele com a arraia e tem uma outra em que Robb quase esgana Clay no desafio ATTACK ZONE!). Um bom elenco, porém com um final meio previsível, apesar das tentativas da produção (fusão falsa, etc.).




17 - Tocantinshhhhh - Uma temporada no Brasil, com a dupla dinâmica Coach e Tyson, e com um ótimo período de Fusão com eliminações imprevisíveis. Pra mim, o elenco de Tocantins é fraco, mas como eu falei na comunidade alguma vez, as vezes um elenco meia bomba pode resultar em uma boa temporada, dependendo da dinâmica. JT/Stephen juntos são um dos melhores jogadores da história, porém separados... Já falei que ri demais com Coach e Tyson?




16 - One World - Uma temporada que cai num caso semelhante a Thailand. Kim é uma das melhores vencedoras da história, porém ninguém a combateu durante toda a temporada. One World bate Thailand pelo fato do elenco ser melhor (Troyzan, Kat, Jonas, etc.) e da temporada ter sido feita com um pouco mais de cuidado do que a sua contraparte do Sudeste Asiático. O final previsível dessa temporada faz com que ela ficasse numa posição que eu não esperava quando One World começou.



15 - Borneo - Quando vi Borneo, confesso que após o fim da temporada achei um saco. Apesar da importância da primeira temporada, achei tudo muito parado demais, como um documentário ruim a là Bruxa de Blair. Mas pensando bem, a temporada tem coisas muito boas, a começar pelo ótimo elenco, com os destaques Rudy com suas tiradas geniais, Sue (mala), a graciosa Colleen e os menos famosos Gervase (jogando cartas toda a hora, uma figuraça), a mãezona Gretchen, Sean e sua estratégia alfabética ridícula. A qualidade desse elenco é preciosa e coroada pelo vencedor Richard Hatch, inquestionavelmente o cara que ensinou pra todo mundo como se joga Survivor. Considerando esses pontos, Borneo está longe de ser uma merda total. 




14 - Africa - Caso semelhante a Borneo: ótimo elenco com um andamento meio lento, apesar da twist. A Samburu com Frank, Brandon, Lindsay má toda a vida, Silas, Kim Powers espevitada e T-Bird (uma das personagens fantásticas, porém subestimadas no universo Survivor atualmente) é uma das melhores tribos da história do show. Lex, Big Tom e Ethan (com Clarence de forma secundária) também foram bem na menos divertida Boran. Lex, aliás, que está em sua melhor temporada, sendo uma ótima figura, sem Boston Rob para se incomodar (apesar de ser traído perto da Final). Africa ganha de Borneo aqui só pelo fato da temporada ter um andamento melhor do que a primeira temporada do show.



13 - Cook Islands - É uma temporada relevante pois alguns personagens importantes para o Survivor moderno (Parvati, Ozzy, Penner e talvez Candice) apareceram pela primeira vez. A história dos excluídos Aitu 4, virando um jogo contrário (uma Raro em maioria com dois desertores da Aitu no famoso motim que Candice e Penner abandonaram sua antiga tribo) me comoveu muito. Yul entra numa galeria de grandes vencedores, usando de muita estratégia e ganhando do atleta olímpico Ozzy na final (Curiosidade: Yul trabalhou para o governo Obama e é hoje apresentador de um programa de TV). Uma coisa me incomoda muito nessa temporada, porém, é a divisão racista inicial das tribos. Pegou muito mal e até hoje é uma coisa vergonhosa para o show (Yul em uma entrevista para o Cesternino falou que até hoje detesta essa divisão).



12 - Samoa - Também conhecida como Survivor Russell. O hobbit foi a grande figura da temporada e inegavelmente deu uma nova reanimada na audiência, trazendo um novo público para o show. Sim, Russell é o grande personagem dessa temporada, mas também tivemos Shambo (FODA!!), algumas figuraças na Galu como Laura, Erik, Dave Ball e Russell Swan e Brett aparecendo no meio do jogo para ter um desempenho nos desafios de Imunidade comparado a Mike Tyson por Russell que deram muito conteúdo a essa temporada. É uma das temporadas mais imprevisíveis e com uma das melhores histórias do show, apesar de um elenco fraco.




11 - China - Taí uma temporada que todo mundo gosta mas não me agrada tanto. Acho que China tem lá os seus méritos como o cenário histórico, algumas figuras bastante relevantes para a história atual do show como Amanda e James e um vencedor bastante consistente em Todd, fora malucos como Chicken (DAYUM!), Courtney e Jean-Robert (Nota: eu vi JR jogando no World Series of Poker e ele foi bem! Ele não é um mau jogador de poker, só é sem noção mesmo!). Mas eu não gostei muito do andamento da temporada e não fui com a cara de muita gente que é adorada por vocês (PG, Jaime) e outras (Erik, Aaron, Denise, etc.). Tirando a eliminação de James com dois ídolos, achei a temporada meio parada se comparada com as outras que estão acima dela (lá vem as pedras!!!). Eu gosto da temporada, só pra deixar claro. Só não acho tudo isso.




10 - Panamá - A primeira temporada da DIVA master Cirie (Parvati, estou falando com você), mais Shane como um dos melhores malucos da história, um jogador e figura injustiçada do show em BobDawgsta, uma tresloucada Courtney, Bruce como mestre zen e Aras e Danielle compondo a paisagem. A Casaya pós-switch é uma das melhores tribos da história do show. Brigavam toda hora, quase se matavam e ainda assim ganhavam todos os desafios na fase tribal. Depois ainda tiveram que lidar com Terry e seu rolo compressor. Uma pena que o Final 2 com Aras e Danielle é um dos piores da história. Os dois personagens mais sem graça levaram a melhor no final. A La Mina, com Austin, Dan e Sally também é uma tribo legal, uma pena que eles tiveram Casaya em seu caminho. VIVA CASAYA!


9 - Guatemala - Não entendo porque essa temporada é tão odiada nos EUA e amada por aqui. Estou do lado dos brasileiros nessa pelo simples fato de que pra mim a produção caprichou nessa temporada. Em uma época com RI's e outras maluquices que ferraram com o jogo, Guatemala fez o simples: nos inseriu um cenário que pra mim é o mais bonito na história do show (sorry, China) no meio das pirâmides maias e com rio coalhado de jacarés, com um ótimo elenco (Amy, Brian, Rafe, Lydia, Jamie, Judd) juntamente com dois bons retornantes (Bobby Jon e Stephenie) e com alguns dos desafios mais sinistros e irados da história (lembram-se do primeiro desafio, com aquela maratona?). E as surtações de Judd? E as brigas entre Jamie e Bobby Jon? O final foi um pouco decepcionante, com Danni vencendo (embora bonita, ela não é grande coisa), mas a temporada vale muito a pena.




ÉPICOS


8 - Gabon - Curiosamente, essa é uma temporada de altos e baixos pra mim. Altos pelo fato dessa temporada ter pra mim a melhor dupla de underdogs da história do show, Crystal e Kenny! Esses dois pra mim são demais e já valem no mínimo o posicionamento de Gabon entre as 10 melhores. Mas eu gosto de algumas figuras de elenco (Randy e Corinne são dois dos piores vilões da história, fácil, o que tornou a queda deles ainda mais deliciosa). As reviravoltas ao longo da temporada deixam ela ainda mais interessante. Na parte dos baixos, mais específico uma baixa: SUGAR! Uma das mais insuportáveis da história! Mas os altos compensam demais! A imprevisibilidade e a dupla Crystal/Kenny dão um fabuloso colorido a temporada. E se você não gosta dessa temporada, aí vai um recado... FORGET YOU! GO HOME! GOODBYE!





7 - Fiji - Sim, a temporada polêmica. A temporada que todo mundo odeia. E daí? Eu acho que Fiji tem todas as qualidades de uma boa temporada. Só pelo blindside em Edgardo já valeria um posicionamento melhor nos corações das pessoas. Porém, eu acho que o elenco de Fiji é subestimado. Rocky, Michelle, Yau-Man, Alex, Earl, Dreamz, Stacy, Sylvia e até mesmo Lisi como um personagem de entretenimento valem uma menção pelo menos entre o hall de bons elencos do show. Sim, Fiji foi uma das temporadas mais sacaneadas pela própria produção (a twist entre ricos e pobres é horrível, Michelle foi eliminada de forma absurda). Mas pensem em alguns momentos como as duas quedas de Lisi, a queda de Michelle, Yau-Man e sua sagacidade, The Four Horsemen (hahaha!), Stacy não querendo entrar em uma aliança porque estava com muito calor e Dreamz sendo Dreamz. Agora essa temporada não parece ser tão sem graça assim, não? Ah, sim para aumentar mais a polêmica, Fiji tem o melhor episódio da história do show (a eliminação de Edgardo) e o melhor FTC.



6 - Micronesia - Ao contrário de Fiji, Micro é uma unanimidade. A imprevisibilidade dessa temporada também é sensacional. As mulheres, lideradas por Cirie, Parvati e Amanda lideraram uma impressionante aliança para a vitória. Apesar dos Fãs terem sido uma decepção como personagens, compuseram bem a paisagem pós-Fusão, com as eliminações malucas de Ozzy e Jaison. Discordo de duas coisas em relação a todo mundo: 1 - O melhor blindside da temporada é o de Amanda em Alexis (I GOT IT!) e não a humilhante saída de Erik e 2 - Parvati não foi o principal e único cérebro da aliança. Cirie na minha opinião tomou as principais decisões, tanto que Amanda e Parvati reconheceram isso quando a eliminaram no Final 3. Não necessariamente, porém, os masterminds se dão bem nas temporadas.



5 - Vanuatu - Muita gente odeia o fato de como essa temporada terminou. Mas eu pelo contrário, amei! Sim, o fato de Chris ter vencido do que jeito que venceu faz com que essa temporada seja uma das melhores pra mim. E sim, Chris é na minha opinião de merda o melhor vencedor da história. Uma história de vingança, como eu não iria gostar? Eu gosto das mulheres que dominaram o jogo. Acho que Ami poderia ter sido uma Kim 1.0, Leann é uma jogadora subestimada, Julie gostossíma (a Survivor mais bonita de todos os tempos), Eliza é uma figuraça das melhores, Twilão é demais e Scout... bem, deixa pra lá. Mas o desempenho de Chris, que de possível primeiro eliminado tornou vencedor? Como não amar essa temporada? E ainda tem alguns bônus como Rory surtado, Chad e o kavaaaaaaa... Teve até terremoto!



EPOPEIAS


4 - Marquesas - O Diego falou uma coisa na comunidade que define Marquesas: A primeira temporada em que os underdogs viraram o jogo a seu favor e ganharam. Marquesas também tem uma importância histórica para o show enorme por isso. É uma temporada que definiu algumas tendências e o estilo atual de se jogar o jogo (The Amazon e PI seguiram muito os passos de Marquesas). Em termos de elenco, um dos melhores da história. A Maraamu pré-switch é inigualável e insuperável. Pense numa tribo em que a galera só vadiava, em que a atividade mais importante do dia era fazer um show de rádio fictício (WAKE UP, MARAAMU!), com muitas traições? E mais ainda, com 8 pessoas interessantes na mesma tribo? Uma temporada que teve Gina, Hunter, Gabe, Peter (e seus buracos), Patricia (The Mama mandona), Sarah Cleopatra vagabundeando... Os Rotu 4 como grandes vilões da temporada, com destaque para John Carroll (sua eliminação é um dos melhores episódios do show) e sua assistente malvada Tammy? E os excluídos Paschal e Neleh, e Sean e Vecepia. Aliás, como Sean Rector, o melhor personagem dessa temporada, não foi escolhido para o elenco de All Stars? Ele era engraçado, uma ameaça física, polêmico... tudo o que é preciso para apimentar uma temporada. Vecepia, injustiçada, porém, uma das vencedoras com o jogo social mais competente da história junto com Tina. Não posso esquecer de Kathy, a queridinha de todos, porém uma boa jogadora e uma excelente figura. Ah, sim, pra fechar, Boston Rob em sua primeira e melhor temporada, sem ainda estar contaminado pela responsabilidade de ser uma estrela. Numa era em que nos acostumamos a ver uma aliança ganhar sem turbulências em Survivor, Marquesas é um sopro de bom senso e entretenimento.



3 - The Amazon - Se Marquesas iniciou uma tendência de qualidade de elenco e jogo, The Amazon continuou. Rob Cesternino diz até hoje que Rob Mariano e Sean Rector foram algumas de suas inspirações para jogar The Amazon. Cesternino, que aliás, é o meu jogador favorito da história do show. Na minha opinião, na temporada da Amazônia, Rob C. reuniu todas as qualidades que me fazem gostar de alguém em Survivor: era divertido, com piadas hilárias zoando a tudo e a todos e um EXCELENTE estrategista, tendo arquitetado boa parte das eliminações da temporada. Porém, não conseguiu para Jenna Morasca, uma vencedora com todos os méritos e por isso, ele não ganhou. Jenna e Heidi, que aliás, tanto em termos de beleza (é necessário incluir Shawna nesse trio maravilhoso) e banhos nuas a beira do rio, tanto em termos de jogo e entretenimento corresponderam. Mas além deles, há a ótima e subestimada Deena, Alex e Dave figuras, correndo atrás de Jenna e Heidi, o mala Roger, a simpática Christy e os dois malucos de pedra, Butch (também conhecido como Piromaníaco) e Matthew... Ah, Matthew e sua faca... The Amazon acertou novamente no elenco com uma química extraordinária.



2 - Heroes vs Villains - Além da qualidade extraordinária, H vs V tem uma importância simbólica pra mim. Após ter torcido o nariz para reality shows, vi em blogs de séries ótimas críticas a essa temporada. Curioso, fui dar uma olhada e ver se era tudo isso mesmo. Desde os primeiros minutos da premiere de H vs V fiquei impressionado. A turma descendo de helicóptero, numa praia... Um reality show numa ilha, como assim? Me impressionei ainda mais com o primeiro desafio, com a galera se agarrando na areia. E fui vendo o episódio e gostando cada vez mais. Quando vi, já queria ver outros episódios e em poucos dias vi a temporada toda. H vs V tem tudo o que Survivor tem de melhor: as figuraças, os blindsides, a maluquice, duelos frenéticos no Conselho Tribal. A tribo dos Villains, com alguns erros (Danielle) é uma preciosidade de seleção. Apesar dos Heroes terem sido péssimos, já gostei de algumas figuras como Cirie e Tom. Uma temporada com momentos memoráveis como JT e sua carta de Papai Noel e Ídolo a Russell, a eliminação de Boston Rob, a eliminação de Tyson, Parvati usando dois ídolos para eliminar JT e enganar Russell, Sandra queimando o chapéu de Russell no Final 3... A lista é quase infinita. Uma temporada soberba.




1 - Pearl Islands - Pra mim, PI compõe a melhor e final parte de uma trilogia de temporadas que começou em Marquesas, passando por The Amazon e finalizando na temporada pirata. Essas três temporadas estabeleceram a maneira de se jogar e montar elencos em Survivor. Elenco, que em PI, é uma maravilha. Tirando Darrah (que pelo menos era bonita) todos tiveram relevância. Uma temporada cheia de blindsides, com uma tribo, assim como a Maraamu, um show de entretenimento. A Drake, com Jonny Fairplay, Sandra, Rupert (na única temporada que ele está bem), Burton e Shawn como os alpha males safados, Trish como uma jogadora maliciosa e subestimada, Christa a sweetheart. A Morgan, apesar de ser mais fraca para o meu gosto, também tem jogadores interessantes, como Savage, Tijuana, Skinny Ryan e Lill. Osten marcou pelo seu pavor constante da natureza e ser primeiro desistente da história do show. E o primeiro episódio, com todo mundo tendo que catar o máximo de provisões de uma ilha. A temática pirata, que aliás, foi muito bem desenvolvida como nunca na história do show. Tribos roubando provisões uma da outra, Outcast Tribe... Só faltou motim. Outcast que desagradou (com razão), mas que graças ao elenco ótimo, funcionou bem. A imprevisibilidade reinou solta, a dúvida era permanente a cada episódio. E o episódio em que Jonny Fairplay mente sobre a morte de sua avó e ri na cara dura? O que falar de Fairplay, um comediante de mão cheia (se juntando a Rob M., Sean e Rob C.)? Por preencher com louvor e perfeição todos os elementos que fazem uma temporada de Survivor ser perfeita, PI segue no topo do meu ranking.





  Bom, é isso. Peço que por favor, se quiserem comentar a lista, comentem aqui no blog. Vamos evitar spoilers a quem não viu e me dar uma força em termos de comentários aqui. Vem aí o post final sobre One World, com tudo sobre a temporada e comentários sobre Survivor Philippines. Aguardem!

4 comentários:

  1. Eu gosto de Danni como vencedora, a mulher tinha um jogo social fantástico seus laços com Rafe, Steph e Lydia foram tão fortes q os fez eliminarem todos os possíveis cabras como Jaime, Judd e Cindy. Era tão grande q fez Rafe e Staph arriscarem a levaal pro F3 a Lydia q jamais ganharia 1° imunidade e todos sabem o q isso custou aos 2°

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Diego, minha crítica não é a Danni como jogadora, mas sim como personagem de entretenimento. Tirando o fato dela ser muito gostosa, Danni foi bem sem graça. Mas é inegável, ela jogou bem demais, tanto que ganhou a temporada com todos os méritos. Grato pelo comentário! Volte sempre!

      Excluir
  2. Respostas
    1. Infelizmente quando fiz esse ranking Philippines ainda não tinha passado.

      Excluir